Artigos

QUIETUDE, DÁ SAÚDE




Esta quietude que a vida nos impôs, despertou a solitude e nos ajudou a desatar nós.
Nos mostrou a necessidade de olharmos para o nosso interior e ao mesmo tempo exteriorizar mais o amor que sentimos.
Ainda que a paz espiritual nos invada, existe a inquietude duma doença instalada.
Porém a fé e a esperança nos move a seguir em frente. Enquanto a entreajuda nos comove e absorve.
Instigante ajuda que cada um oferece como pode, detém e sabe. União de povos, nações e tribos... sem diferenciar religiões, em que devemos ser todos amigos.
Reflexão, introspecção, observação, gratidão. Palavras postas em prática... Talentos, dons que nos salvam juntamente com a arte que se reparte.
Agradecer a Deus por se estar vivo, orar para que possa restaurar e retornar a saúde para o nosso pleno alívio. Meditar para entender para quê o mundo está a sofrer.
Quietude que despoleta a virtude para mais e melhor se aprender a amar e viver com saúde: mental, psíquica, emocional, física e espiritual, em prol de um bem comum para a sociedade futura e a paz na humanidade.
Abraço de Klint a cada um...
Maravilhoso *2*0*2*2

Mónica Mesquita
Porto/Portugal
Direitos autorais reservados@




 
Associados
Proximos Eventos
Nalap © 2020
EtiServer